A data para realização do próximo bingo está sendo definida e em breve será divulgada.

saiba como funciona

ATIVIDADES

MUDANDO ATITUDES

A SPAC

Inscreva-se no Boletim SPAC

Notícias dos bezzerrinhos recém-nascidos resgatados de abatedouro clandestino em Campo Largo

sexta-feira, 30 de junho de 2017 | 12h59

Os bezerrinhos resgatados de um abatedouro clandestino em 28 de junho de 2017, em ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal (link da notícia: http://www.policiacivil.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=13597&tit=Forca-tarefa-fecha-abatedouro-clandestino-na-Regiao-Metropolitana-) estão sob a responsabilidade da Sociedade Protetora dos Animais de Campo Largo. Foram resgatados cinco bezerrinhos recém-nascidos, sendo que um deles morreu em seguida. Os voluntários da organização estão lutando para que os outros sobrevivam.

Foto publicada no Facebook pela Sociedade Protetora dos Animais de Campo Largo

Além dos bezerrinhos serem mortos de forma cruel, eram retirados precocemente de suas mães, sendo submetidos a sofrimento físico e psicológico até a sua morte. A crueldade praticada por todos os envolvidos é extrema e todos devem responder por prática de abuso e maus tratos, pois praticaram ato de tortura contra seres indefesos. A única diferença entre estes bebês e bebês da nossa espécie, é a espécie. A capacidade de sofrer é a mesma.

Segue abaixo texto publicado pela Sociedade Protetora dos Animais de Campo Largo e link para quem quiser entrar em contato e prestar auxílio:

https://www.facebook.com/pg/SPAdeCampoLargoPR/photos/?tab=album&album_id=1734874843204434

“NÃO TEMOS PALAVRAS PARA DESCREVER ESSA CRUELDADE PRATICADA POR FASCINORAS QUE SÓ PENSAM EM LUCRO. MATAR AS MATRIZES DESSES PEQUENOS ANIMAIS DEIXANDO-OS PARA MORRER PORQUE SÃO MACHOS. CONSEGUIMOS COM O APOIO DA POLICIA CIVIL DE NOSSA CIDADE RESGATAR CINCO BEZERROS COM UM DIA DE VIDA GENTE. ESPERAMOS QUE CONSIGAMOS AMAMENTAR OS MESMOS E QUE SOBREVIVAM, MAS É MUITO DIFICIL.

Um abatedouro clandestino que funcionava em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foi fechado no final da tarde desta quarta-feira (28). A ação foi um trabalho conjunto da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que encontrou até trabalho escravo. A suspeita da polícia é de que o local abastecia mercados e restaurantes de Curitiba e RMC.
A investigação começou há 40 dias. “Um PRF suspeitou por causa da grande presença de urubus na região e começou a investigar o que acontecia ali”, comentou o delegado Guilherme Rangel, da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon) de Curitiba. Pouco tempo depois, houve a denúncia.

Segundo as investigações, que foram feitas num trabalho também conjunto entre a Delcon e a Delegacia de Campo Largo, além de não ter autorização para funcionar, o estabelecimento não atendia às normas de higiene necessárias. “Nenhuma condição de higiene. A situação lá dentro era péssima, das piores possíveis”, detalhou o delegado.

A suspeita é de que os animais eram comprados de propriedades rurais da região e depois vendidos para os comércios da região. Antes da chegada das equipes policiais, nesta quarta, pelo menos 22 bezerros tinham sido abatidos no local.”

 

Soraya Simon
Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba
www.spacuritiba.org.br

são nossos apoiadores:

Pró Vita Eventos

Av. Sete de Setembro, 4923 - 8ºandar Batel - 80240-000 - Curitiba - PR

www.provita.com.br

CAV - Centro de Ação Voluntária

O CAV auxilia-nos gerenciamento de voluntários. 41 3322-8076

www.acaovoluntaria.org.br

Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba - SPAC

NOVO ENDEREÇO: Estrada Nova de Colombo, 5504 - Santa Cândida

Curitiba - Paraná - CEP: 82.720-010

spacuritiba@spacuritiba.org.br

Telefone: 41 3357-7968

©2008 - 2017 - Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba - SPAC

privacidade | termos | o que você acha do site da SPAC?