A data para realização do próximo bingo está sendo definida e em breve será divulgada.

saiba como funciona

ATIVIDADES

MUDANDO ATITUDES

A SPAC

Inscreva-se no Boletim SPAC

Petição para que animais silvestres parem de ser usados em exibições e espetáculos pelo Exército da Amazônia

sexta-feira, 24 de junho de 2016 | 09h26

Na última segunda-feira uma onça que era “mascote” do 1º Batalhão de Infantaria de Selva Aeromóvel (1º BIS) foi exibida no revezamento da Tocha Olímpica em Manaus. Após o evento a onça de nome Juma escapou quando conduzida de volta ao Zoológico do Centro de Instrução de Guerra da Selva (Cigs) e foi baleada ao atacar um oficial, pois veterinários no local não conseguiram contê-la com tranquilizantes. Juma acabou falecendo.

Muitos animais silvestres acabam por ficar sob a guarda do Exército após seu resgate quando necessitam de socorro. Mesmo que estejam recebendo cuidados necessários e adequados até que sejam reintroduzidos a natureza (o que deve ocorrer sempre que for possível), não deveriam ser expostos a situações de estresse que colocam os animais e as pessoas em situações de risco. Os animais, mesmo em zoológicos, não deveriam ficar expostos ao público. Esses locais deveriam ser transformados em santuários para garantir a melhor qualidade de vida possível a animais que estão impossibilitados de retornar ao seu habitat natural.

A exposição de animais selvagens em eventos infelizmente ainda tem sido comum na Amazônia. Vamos assinar a petição que será enviada ao Comando Militar da Amazônia para que não utilizem animais em exibições e eventos. Segue abaixo link da petição:

COMANDO MILITAR DA AMAZONIA – CMA, 1ºBis e CIGS. : Parem de usar animais silvestres em exibições e espetáculos

 

COMANDO MILITAR DA AMAZONIA – CMA, 1ºBis e CIGS. : Parem de usar animais silvestres em exibições e espetáculos

Por que isto é importante

Todos os animais nascem iguais perante a vida e têm os mesmos direitos à existência. Isso é o que está expresso no 1º artigo da Declaração Universal dos Direitos Animais, que também cita no seu 2º Artigo que, “todo o animal tem o direito a ser respeitado.”Infelizmente isso não é o que vem acontecendo na maior cidade da Amazônia brasileira, Manaus!

Aqui, as onças-pintadas são usadas como mascotes por puro capricho humano. E estamos falando de animais considerados ameaçados de extinção! Isso porque o exército teima em usar as onças como ítens de divertimento, em solenidades, formaturas, desfiles, como 7 de setembro e eventos diversos. E o que vemos são animais acorrentados, estressados, fora de seu ambiente natural e visivelmente com medo. Simplesmente para satisfazer a vontade humana.

A mesma Declaração Universal dos Direitos Animais, diz no seu Artigo 10º, que “Nenhum animal deve de ser explorado para divertimento do homem”. E que “As exibições de animais e os espetáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal”.

Por isso, solicitamos a proibição dessa prática em todo o estado do Amazonas. E que isso se estenda a TODOS OS ANIMAIS SILVESTRES! Que os animais voltem a ser respeitados e protegidos! E que o Exército deixe de usar animais silvestres nas suas práticas diárias. Não queremos mais animais que deveriam estar na floresta, sendo usados em espetáculos medievais.

Foto : Marcio Melo/Em Tempo

 

Soraya Simon
Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba
www.spacuritiba.org.br

são nossos apoiadores:

Pró Vita Eventos

Av. Sete de Setembro, 4923 - 8ºandar Batel - 80240-000 - Curitiba - PR

www.provita.com.br

engenheiro Luis Paulo

Ao engenheiro Luis Paulo, que tem cedido boa parte do seu tempo voluntariamente, inclusive responsabilizando-se pela compra de materiais em nome da SPAC, para acelerar o andamento das obras.

Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba - SPAC

NOVO ENDEREÇO: Estrada Nova de Colombo, 5504 - Santa Cândida

Curitiba - Paraná - CEP: 82.720-010

spacuritiba@spacuritiba.org.br

Telefone: 41 3357-7968

©2008 - 2017 - Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba - SPAC

privacidade | termos | o que você acha do site da SPAC?